Tudo sobre Imóveis
TUDOsobreIMOVEIS Tecnologia O Brasil se alinha com a telefonia celular européia

Este artigo recebeu 53 votos.  Média: 
  2,4 de 5.
Voltar  volta para pagina anterior
4/7/2000

O Brasil se alinha com a telefonia celular européia

A Banda C a 1,8 GHz melhora a vida do consumidor e abre novas possibilidades


Ao escolher a faixa de 1,8 GHz para a Banda C da telefonia celular, a Anatel decidiu seguir o padrão europeu em vez do americano; nos EUA, a faixa de 1,8 GHz é de uso exclusivo das forças armadas. A novidade será a integração do Brasil no sistema mais popular de telefonia móvel do mundo, o GSM (Global System for Mobile communications), com 230 milhões de usuários. O usuário de um celular GSM, se possuir ainda um cartão SIM ("Subscriber Identity Module", ou módulo de identidade do assinante), poderá utilizar o mesmo número de telefone em todos os países que trabalharem com a freqüência de 1,8 GHz.

O GSM começou na Europa nos anos 80, quando surgiu a preocupação com um padrão europeu de telefonia móvel. Naquele tempo, cada país tinha um sistema próprio, e todos os sistemas eram mutuamente incompatíveis. Por isto, foi fundado o Groupe Spécial Móbile (que era o que a sigla GSM significava inicialmente), uma comissão internacional que visava à criação de um sistema universal que atendesse a uma série de condições de qualidade. Posteriormente, países da Ásia e da Oceania também o adotaram, e agora o Brasil, deixando os EUA praticamente sozinhos na opção pela banda de 1.9 GHz ~o que chega a lembrar, por exemplo, a eterna disputa entre as escalas de temperatura Celsius e Farenheit, separando os EUA do resto do mundo.

A opção pela freqüência de 1,8 GHz abre o mercado para que empresas européias que trabalham com este padrão entrem no Brasil e façam concorrência àquelas que já atuam no mercado nacional. A previsão é de que, com isso, o preço do minuto das chamadas caia até 60%. Os aparelhos GSM ainda custam mais barato que os celulares atuais, com o preço começando em 20 dólares na Europa.

Mais do que isso, a escolha da faixa de 1.8 GHz para a Banda C ainda facilitará o caminho para a vinda da terceira geração de celulares (3G), que terá acesso completo à internet. Por ora, as inovações transformarão o telefone celular em um PCS, "Personal Communication System" (Sistema de Comunicação Pessoal), capaz de mandar e receber arquivos, e-mails, e conteúdo de texto, como pequenas notícias, a previsão do tempo e a programação dos cinemas. Isto porque os celulares por enquanto trabalharão na velocidade de 115 kbps; quando a 3G chegar, a largura de banda irá de 384 kbps a 2 Mbps, permitindo o acesso até mesmo a vídeos. Nenhuma possibilidade da internet deixará de ser contemplada com os celulares 3G.

Porém, todas estas maravilhas não devem chegar até 2003, quando se espera que o acesso à internet sem fio ultrapasse o acesso com fio, e que o número de usuários de sistemas de comunicação sem fio chegue a um bilhão de pessoas. Resta até lá o desafio de desenvolver conteúdo para uma pequena tela de celular, mas isto é coisa que o mercado e o tempo podem resolver.


Serviço:
Anatel: www.anatel.gov.br
História completa do GSM (em inglês): http://ccnga.uwaterloo.ca/~jscouria/GSM/gsmreport.html

O que você achou desse artigo ?
 Fraco  Excelente   
  1 2 3 4 5  



  · TUDOsobreIMOVEIS.com.br
Home
   Aluguel | Apoio Jurídico | Compra e Venda | Condomínio | Construção | Decoração
   Financiamentos | Harmonia | Manutenção | Mudanças | Reformas | Seguros | Tecnologia


Copyright © 2000-2010 - imovel-on.com
contato: call@tudosobreimoveis.com.br