Tudo sobre Imóveis
TUDOsobreIMOVEIS Como Fazer do Aluguel um Bom Negócio

Este artigo recebeu 587 votos.  Média: 
  3,7 de 5.
Voltar  volta para pagina anterior
20/2/2003

Como Fazer do Aluguel um Bom Negócio

Imóveis alugados são investimento lucrativo segundo administradoras



Uma grande parte das famílias brasileiras vivem exclusivamente do aluguel. Fora das estatísticas, administradoras de empresas e especialistas em mercado imobiliário garantem: alugar um imóvel hoje, mais do que nunca, é uma boa opção de investimento.


Vantagens

Em tempos de turbulências econômicas, o imóvel é um investimento seguro. E, além da rentabilidade da locação, ele se valoriza ao longo dos anos. Apesar dos aluguéis terem caído muito, algumas locações ainda têm rentabilidade melhor do que muitas aplicações, como a poupança.

É muito comum as administradoras possuírem clientes com dezenas de imóveis para locação. Principalmente após a Lei do Inquilinato, a locação se tornou um investimento atrativo. Depois, com a estabilidade da moeda, os proprietários ficaram em situação mais cômoda. Não há mais a defasagem no aluguel como nos tempos de inflação alta.

Antigamente era habitual as pessoas aplicarem suas economias na compra e construção de pequenos imóveis. Esses bens foram passando de pai para filho e ainda hoje contribuem para aumentar a renda de muitas famílias.


Como colocar um imóvel para alugar

Se você possui um imóvel e deseja coloca-lo para alugar, veja como proceder, segundo o site e-imóveis:

  •      O primeiro passo é decidir se você deseja que o seu imóvel seja administrado por uma empresa especializada. Essas empresas realizam todos os trabalhos de cobrança e supervisão, além de oferecer assessoria jurídica, e costumam cobrar de 5 a 10% do valor do aluguel. Se você escolher administrar pessoalmente o seu imóvel, a primeira atitude é anunciá-lo.

  •      Assim que o seu imóvel for anunciado, aparecerão diversos interessados em alugar o imóvel. Caso haja uma proposta concreta, procure informar-se sobre cada uma delas, pedindo documentação (identidade, comprovante de renda -pelo menos duas vezes e meia o valor do aluguel e encargos, ou seja, condomínio e IPTU- e CPF). Procure saber se o futuro locatário tem um fiador de confiança (esta tem que possuir um imóvel, que não esteja penhorado ou hipotecado, e cuja propriedade seja comprovada pela certidão do Registro de Imóveis). Se não houver fiador, existem duas alternativas: a Caução (um depósito de três meses o valor do aluguel) ou a Fiança Locatícia, (um seguro que extinguiria a figura do fiador pagando os aluguéis em atraso e cobrando posteriormente do locatário).

  •      Uma vez escolhido o locatário, é hora de fazer o contrato. Nunca resolva nada verbalmente, procure um advogado para redigir o contrato. Cada caso é um caso, você pode precisar de cláusulas especiais. As assinaturas do locatário e do fiador devem ser reconhecidas em cartório antes da entrega das chaves.

    Parabéns! Seu imóvel está alugado!



  • O que você achou desse artigo ?
     Fraco  Excelente   
      1 2 3 4 5  



      · TUDOsobreIMOVEIS.com.br
    Home
       Aluguel | Apoio Jurídico | Compra e Venda | Condomínio | Construção | Decoração
       Financiamentos | Harmonia | Manutenção | Mudanças | Reformas | Seguros | Tecnologia


    Copyright © 2000-2010 - imovel-on.com
    contato: call@tudosobreimoveis.com.br